A Indústria e a Comparação do Brasil com Países da América Latina

Sempre que vejo comparações entre o PIB do Brasil e de países desenvolvidos eu aponto que a comparação é indevida e apresento uma comparação com países da América Latina. Meu argumento é que somos parte da América Latina e que isto não é um acaso. Nossa renda per capita é semelhante a dos outros países do continente e compartilhamos muito da cultura e da história do continente. Os que me criticam invariavelmente levantam a questão da indústria. O argumento é que o Brasil tem uma indústria forte e diversificada e não pode ser comparado com as economias exportadoras de commodities dos outros países da América Latina. Este argumento é tanto mais forte quanto mais a comparação fizer referência ao Chile. A figura abaixo mostra a participação da indústria nas economias da América do Sul (usei os dados do Banco Mundial disponíveis no Quanl e exclui a Venezuela por falta dado relativo a 2012).



Como podem reparar a participação da indústria no Brasil só é maior que no Uruguai. É fato que o número da figura inclui a indústria extrativa, mas também é fato que no Brasil a indústria extrativa é muito relevante e que usar apenas indústria de transformação não deve mudar muito o resultado geral que a figura ilustra. Grosso modo o resultado a que me refiro é que os críticos das minhas comparações com a América Latina devem buscar outros argumentos. Nossa indústria, como proporção do PIB, não é maior que a dos outros países da América do Sul.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Votação do fundo eleitoral por partidos,

2016: O ano que o Império da Lei venceu o império do governante.

Desempenho da economia durante o regime militar: o que dizem os dados?