Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2016

Expectativas do mercado para 2016 e excesso de otimismo.

Imagem
Saiu o primeiro Boletim Focus do ano (link aqui) e me pareceu interessante olhar o que o pessoal do Mercado esperava para 2015 em janeiro e como mudou até dezembro. A tabela abaixo mostra as expectativas do mercado no primeiro boletim de 2015, no último de 2015 e agora no primeiro de 2016.
Variável Expectativa para 2015 em janeiro de 2015 Expectativa para 2015 em dezembro de 2015 Expectativa para 2016 em janeiro de 2016. IPCA(%) 6,56 10,72 6,93 Taxa de câmbio – fim de período 2,80 3,90* 4,25 Taxa Selic – fim de período 12,50 14,25** 15,25 PIB (%) - crescimento 0,50 -3,71 -2,99 Produção industrial (%) - crescimento 1,04 -7,80

Transações correntes, balança comercial e crises: não há motivo para festas.

Imagem
Tenho visto algumas comemorações por conta do saldo da balança comercial que foi positivo e acima do previsto. Em termos gerais associar saldos positivos da balança comercial a progresso e crescimento econômico é um resquício da lógica mercantilista que ainda assombra o pensamento econômico. Nunca é demais lembrar que a obra geralmente aceita como fundadora da ciência econômica, Um Inquérito sobre a Natureza e as Causas da Riqueza das Nações de Adam Smith, tinha como objetivo central argumentar que a riqueza das nações não vinha de saldos comerciais positivos e sim de ganhos de produtividade. Porém, em algumas condições, um país acaba sendo obrigado a buscar saldos comerciais positivos, a obrigação não é imposta por economistas ou governantes e sim pela dinâmica do próprio mercado.
A necessidade de saldos comerciais positivos costuma aparecer quando um país pega dinheiro no exterior e usa tais recursos para atividades que não geram um retorno econômico compatível com o custo do dinh…