Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

O ajuste fiscal que não houve e a crise que já existia ou Fundação Perseu Abramo refuta Conselheiro Acácio

Imagem
A Fundação Perseu Abramo ligada ao PT lançou um documento com análises a respeito da crise econômica e propostas de políticas que podem ajudar a retomar uma trajetória de desenvolvimento. O documento consiste em dois volumes, o primeiro volume trata da crise e o segundo volume apresenta as bases para um projeto de desenvolvimento, ambos estão disponíveis na página da fundação (link aqui). Naturalmente não tive tempo de ler todos os documentos, à medida que eu conseguir ler pretendo registrar meus comentários aqui no blog, porém já na introdução fica claro que o documento culpa a política econômica do segundo governo Dilma pela recessão que vivemos. O diagnóstico é exposto já no segundo parágrafo da apresentação do primeiro volume onde é dito que:
“O ajuste fiscal em curso está jogando o país numa recessão, promove a deterioração das contas públicas e a redução da capacidade de atuação do Estado em prol do desenvolvimento. Mais grave é a regressão no emprego, salários, no poder aquisi…

Populismo macroeconômico em tempos de boom de commodities

Imagem
Na sexta-feira participei de um almoço com colegas professores e o pessoal da área econômica da embaixada americana. Em um certo momento o colega de departamento Prof. José Carlos de Oliveira, o mais experiente entre os presentes, foi convidado a comparar a crise atual com crises que tivemos no passado. O professor estava explicando que a crise de 2008 foi uma crise importada, no sentido que veio do exterior, que a crise de 2002 foi uma crise de expectativas de forma que tão logo o governo reverteu as expectativas a crise se desfez e que a crise atual era uma crise mais estrutural e interna. Concordo com a análise do José Carlos, mas, pegando corda na declaração dele de que era o único que estava na ativa desde a década de 1960, resolvi provocá-lo perguntando se a crise atual não guardava semelhanças com as crises das décadas de 50 a 70 conhecidas de vários países da América Latina e que algumas vezes são chamadas de stop and go.
A provocação não foi gratuita, recentemente li o livro…

Rebaixamento Merecido!

Imagem
Ontem a Standard & Poor’s (S&P) tirou o grau de investimento da economia brasileira. Apesar de não ser nenhuma surpresa a notícia causou impacto no governo e no mercado. Joaquim Levy, Ministro da Fazenda, em um momento digno de Guido Mantega declarou que a decisão da S&P foi política e precipitada (link aqui), considero que a decisão não foi política e muito menos precipitada. Acredito que se houve alguma influência política foi no sentido de manter até ontem o grau de investimento do Brasil. Para perceber o tamanho do problema da economia brasileira vou comparar nossos indicadores com os indicadores de um grupo de países da América Latina (Argentina, México, Chile, Colômbia e Peru) e com os dos países que formam o BRICS (Rússia, China, Índia e África do Sul). A tabela abaixo mostra a avaliação de risco do Brasil e de cada um dos países dos dois grupos de comparação.
País Nota Argentina SD Brasil BB+ Chile AA- China AA- Colômbia BBB Índia BBB- México BBB+ Peru BBB+ Rússia …

Brasil e Colômbia: Câmbio, Crescimento, Inflação, Investimento e Tamanho do Governo

Imagem
Semana passada meu amigo, co-autor e colega de departamento Victor Gomes me mandou olhar a taxa de câmbio da Colômbia e comparar com a do Brasil, na realidade ele fez mais e foi gentil o suficiente para mandar uma figura com as duas taxas de câmbio. Fiquei tão impressionado com o gráfico que compartilhei com os amigos do FB (link aqui), mas como estava fora de Brasília não tive como comparar Brasil e Colômbia a partir de outras variáveis. Hoje, já em casa, resolvi dar uma olhada nos dados do FMI para Brasil e Colômbia e ver quais as semelhanças e diferenças entre os dois países. Desde já registro que os dados do FMI não são os mais atualizados que existem, porém oferecem séries com as mesmas definições e com os dados originais recebendo o mesmo tratamento.
Comecemos com a taxa de câmbio, a figura abaixo foi feita com o Google Finance e mostra a variação da taxa de câmbio entre real e dólar em azul e a taxa de câmbio entre peso colombiano e dólar em laranja. É fato que existe uma pequ…