Comentários curtos e grossos a respeito dos dez pontos do manifesto do PT

Estava planejando comentar o manifesto de dez pontos apresentados pelo PT. Li várias vezes o manifesto e cheguei a rabiscar alguns comentários, acabei concluindo que não valia a pena usar meu tempo no assunto. Pelo nível das propostas a impressão que fiquei é que quem escreveu o manifesto não perdeu nem uma hora para fazer o texto, não há porque usar uma tarde para comentar. Sendo assim me limito a fazer comentários curtos e grossos a respeito de cada um dos pontos.

1. Desencadear um amplo processo de debates, agitação e mobilização em defesa do PT e de nossas bandeiras históricas;
Em outras palavras significa fazer propaganda...
2. Defesa do nosso legado político-administrativo e do governo Dilma;
Mais propaganda...
3. Participar e ajudar a articular uma ampla frente de partidos e setores partidários progressistas, centrais sindicais, movimentos sociais da cidade e do campo, unificados em torno de uma plataforma de mudanças, que tenha no cerne a ampliação dos direitos dos trabalhadores, da reforma política, da democratização da mídia e da reforma tributária;
Ainda mais propaganda...
4. Apoiar o aprofundamento da reforma agrária e do apoio à agricultura familiar;
Sem entrar no mérito da reforma agrária me limito a registrar que o governo Dilma foi o que menos assentou famílias nas últimas décadas (link aqui)
5. Orientar nossa Bancada a votar o imposto sobre grandes fortunas e o projeto de direito de resposta do senador Roberto Requião, ambos em tramitação na Câmara dos Deputados;
Qual imposto sobre grandes fortunas? O que pega acima de um milhão que anda sendo comentado na internet? No lugar de tributar "fortunas" acima de um milhão não seria melhor para de usar o BNDES para financiar bilionários? De toda forma teria sido um tema interessante para a campanha do ano passado, pena que na campanha Dilma garantiu que não havia problema fiscal.
Requião é aquele que agride jornalistas? (link aqui)
6. Apoiar iniciativas para intensificar investimentos nas grandes e médias cidades, a fim de melhorar as condições de saneamento, habitação e mobilidade urbana;
Enquanto isto no Senado o Ministro da Fazenda está fazendo o possível para adiar a votação de um projeto que alivia as contas dos municípios....
7. Buscar novas fontes de financiamento para dar continuidade e fortalecimento ao Sistema Único de Saúde;
Sabe os mais de R$ 450 bilhões que o tesouro aportou no BNDES? Ajudariam muito no SUS...
8. Apoiar uma reforma educacional que corresponda aos objetivos de transformar o Brasil numa verdadeira Pátria Educadora;
Novamente sem entrar no mérito lembro que várias universidades estão sem pagar fornecedores por conta de cortes de orçamento implementados pelo governo Dilma... Agora entrando no mérito eu pergunto a razão do PT não colocar a proposta de reforma de educação na página do partido com o destaque que merece? Como? Doze anos no governo e não deu tempo de elaborar a proposta? Talvez se Dilma tivesse apresentado um plano de governo...
9. Levar o combate à corrupção a todos os partidos, a todos os Estados e Municípios da Federação, bem como aos setores privados da economia;
Chamando os condenados por corrupção de "guerreiros do povo brasileiro"?
10. Lutar pela integração política, econômica e cultural dos povos da América, por um mundo multipolar e pela paz mundial. O momento não é de pessimismo; é de reavivar as esperanças. A hora não é de recuo; é de avançar com coragem e determinação. O ódio de classe não nos impedirá de continuar amando o Brasil e de continuar mudando junto com nosso povo. Esta é a nossa tarefa, a nossa missão. É só querer e, amanhã, assim será!
Alguém falou Foro de São Paulo?


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Votação do fundo eleitoral por partidos,

2016: O ano que o Império da Lei venceu o império do governante.

Desempenho da economia durante o regime militar: o que dizem os dados?